terça-feira, 12 de julho de 2016

Arrependimentos e memórias desagradáveis

É estranho ver ou, neste caso, sentir,  como as recordações passam de boas a más, de agradáveis a desagradáveis. É estranho como passado algum tempo quando nos vêm à cabeça deixam de nos fazer sorrir e passam a deixar-nos triste ou incomodados e em alguns casos de tal forma que só apetece bater em nós mesmos e perguntar Mas quem és tu? ou Como foste capaz?. Somos pessoas diferentes isso é certo ou não nos teríamos a admirar das nossas acções.


No meu caso as recordações dão cabo de mim, o que fiz e o que disse assombram-me e, nem mesmo o facto de ter sido à muito tempo ou não ter muita importância (pelo menos para a/as pessoa/s envolvida/s) o deixam de fazer. Os meus erros e as suas recordações vão sempre estar cá a dizer Cu-cu, olá! Estou aqui, pensaste que já tinha ido embora? Nã-ã, eu vou estar sempre aqui, a fazer-te companhia! E impedir-te de dormir, é claro!, então, hoje, tento fazer ou dizer a coisa correcta ou não fazer nada de todo, mas sempre, sempre analisar todos os lados para poder tomar a decisão mais correcta.
E nos últimos meses tem resultado, acho eu! Acho que só saberei daqui a uns anos!


Beijos, Inês

Fonte da Imagem: Tumblr

Sem comentários:

Enviar um comentário